selo

Case

20/09/2012
Agência convoca cidadão para diagnosticar a mobilidade urbana de Minas

 

2004 Comunicação é a responsável pela campanha da Pesquisa Origem Destino 2012

Para identificar os principais problemas e planejar a mobilidade urbana da Região Metropolitana de Belo Horizonte, o Governo de Minas/Secretaria de Estado Extraordinária de Gestão Metropolitana (SEGEM) lançou a Pesquisa Origem Destino 2012, que tem como objetivo principal coletar dados que permitam conhecer a dinâmica dos deslocamentos, identificando padrões nas viagens urbanas e associando suas características a variáveis socioeconômicas.

Neste contexto, a agência 2004 Comunicação tinha como desafio desenvolver a campanha de comunicação de forma moderna e criativa, abordando não só o trânsito, mas todas as formas de mobilidade. A SEGEM destaca que, no caso da Pesquisa Origem Destino, o desafio da publicidade era convocar o cidadão a participar de uma pesquisa cujos dados serão o ponto de partida para qualquer estudo, projeto ou iniciativa de melhoria na mobilidade urbana da RMBH. Ao mesmo tempo, era preciso explicar que os impactos de se conhecer o tamanho do problema de mobilidade não são imediatos, deixando claro que qualquer projeto leva tempo para se realizar, mas que, ainda assim, é fundamental participar.

Para a agência, um dos critérios para fazer a campanha foi desenvolver algo que não apenas sensibilizasse, mas que englobasse toda a população, para evidenciar que a mobilidade interessa igualmente a todos: sejam pedestres, ciclistas ou motoristas, já que envolve garantia de acessibilidade e a existência de alternativas, independente da forma de deslocamento que será utilizada.

Ações

A campanha, que começou em agosto e vai até novembro de 2012, tem como desfio principal fazer com que os cidadãos respondam o questionário. Para isso, foram criadas diversas formas de participação.

Assim, a agência criou uma identidade visual que privilegia os aspectos de modernidade, tecnologia e velocidade, sendo apoiados pela frase de ativação que direciona para o apelo da participação: “As soluções começam com suas respostas”. Com textos bem objetivos e de boa leitura, os layouts evidenciam a agitação acelerada que caracteriza as metrópoles e, em algumas peças de mídia externa, utilizamos um tom mais provocativo pra aumentar o impacto da abordagem, instigando o envolvimento dos cidadãos por meio de chamadas que buscam expressar um desejo comum a todos, como: “Quer chegar mais rápido?” ou “Quer ter acesso rápido a todo lugar?”.

Depois da questão de imagem, veio a seleção dos meios de comunicação. Devido à sua grande abrangência, a campanha está sendo veiculada em rádio, mídia out of home e internet. Segundo a agência, o objetivo é informar à população o que é, qual o objetivo e como funciona a pesquisa. Como a internet é uma das formas de se responder a pesquisa, a equipe da agência colocou em todas as peças da campanha, o site www.metropolitana.mg.gov.br, onde é possível obter mais informações sobre a mesma. Foram desenvolvidas também peças de no mídia, como folders explicativos das formas de participação da pesquisa, tornando o apelo mais didático.

 

Resultados

Os resultados irão subsidiar estudos para melhorar e planejar a mobilidade, beneficiando todos os cidadãos. Como a pesquisa ainda está em andamento, ainda não foi possível expressar um resultado quantitativo. Na avaliação da SEGEM, a campanha acertou ao convocar a participação sem esconder que temos, sim, problemas de mobilidade urbana, mas que sua solução começa com o cidadão.

 

Ficha Técnica:·.

Diretora de Planejamento e Atendimento: Cláudia Lopes

Diretora de Criação: Araceli Mesquita

Supervisora/Atendimento: Priscila Tolentino

Redação: Carla Carvalho

Direção de Arte: Lucinha Horta

Mídias: Natália David e Fernanda Marques

Produção Gráfica: Alcione Arnault e Edna Rodrigues

Produção Eletrônica: Raisa Genta

Produtora de Áudio: Rec Studio

Operações/Revisão: Cida Guimarães/Mari Souza

Finalização: Alexandre Magno

Aprovação: Sérgio Esser, Dayse Sacramento e Heloísa Borges (SECOM), Carlos Eduardo Livino e Ana Cristina Melo (SEGEM).

 

Comentar
Deixe Sua Resposta

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Últimos Comentários

Nenhum comentário ainda.
Publicidade