selo

Oferecimento

Design

04/12/2015
Design e lettering: mais personalidade para o projeto


saraLettering, tipografia, caligrafia... São tantos conceitos e palavras para designar ramos distintos mas que possuem similaridades que, muitas vezes, nos confundimos e não damos o devido valor para o universo que cada um deles traz e como podem agregar valor aos projetos de design, principalmente os que envolvem a área gráfica.

 

Primeiro vamos esclarecer alguns termos. Tipografia é a escrita com caracteres pré-fabricados, ou seja, aqueles caracteres conhecidos como tipos, que variam em seu formato, tamanho, diferenciando-se também na maneira na qual compõe-se entre si e são utilizados para a escrita. Assim, tipografia é a palavra que abrange todos estes fatores citados.

 

A caligrafia é uma arte e técnica milenar de escrita à mão que pode também utilizar-se de signos e símbolos para transmitir uma mensagem. Já o lettering trata do processo de desenhar e escrever letras personalizadas com um determinado objetivo utilizando-se para isto técnicas de desenho e de escrita.

 

Não é de se estranhar que muitos profissionais da área criativa estejam escutando cada dia mais a palavra lettering e esta popularização do termo não ocorre atoa. Com a facilidade de acesso às famílias tipográficas, dada principalmente pela popularização dos computadores pessoais, dos softwares de edição e pelo avanço tecnológico, a utilização de tipos nas composições de diversas ordens se tornou muito comum. Assim, o mercado criativo, cada vez mais ávido por novidades e pela busca da diferenciação, encontrou no lettering um campo interessante para deixar mais atrativas e até mais competitivas as peças gráficas.

 

O designer sendo o profissional responsável por materializar a ideia de um projeto em algo visual, pode encontrar no lettering uma fonte de possibilidades para dar mais personalidade ao seu projeto, podendo este ser aplicado na criação de um simples flyer ou até algo mais elaborado como a criação de identidade visual de uma empresa.

 

Interessante ressaltar que o lettering é uma prática muito maleável, sendo fácil encontrar efeitos diferenciados por meio da utilização e da combinação de canetas, papéis, tintas e outros objetos que podem trazer para o desenho da letra inúmeros efeitos de grande impacto visual. Para o designer, se aventurar neste meio pode ser também um bom exercício para criatividade, enriquecendo a experiência estética do indivíduo e possibilitando uma série e novas descobertas para o projeto.

 

*Sarah Fergus é designer na FBK Comunicação.

 

**O Grupo Minas Marca não se responsabiliza pelos conceitos, ideias e opiniões emitidos nos blogs assinados.

 

 

 

Notícias relacionadas:

Quando o bom design não faz diferença

Design centrado no cidadão

Para quê um site, afinal?

Comentar
Deixe Sua Resposta

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Últimos Comentários

Nenhum comentário ainda.
Publicidade