selo

Oferecimento

Blogs

08/06/2017
Porque os líderes falham no processo de comunicação?

Olá!

Se há uma coisa que todos concordam é que, hoje em dia, existe um enorme vácuo de liderança, seja nas empresas, na política e até mesmo no restante do mundo.

Nunca se viu tantos líderes, em todas as esferas, tão questionados e, por isso mesmo, encobertos por um imenso manto de desconfiança e suspeita.

O problema é que a solução para os problemas das empresas e do mundo passa, necessariamente, pela ação dos líderes. Só essa constatação já seria suficiente para entender a importância do tema e a urgência de uma análise séria sobre essa questão.

Não tenho a intenção de discutir os problemas mundiais então, vou me ater as questões corporativas. Vamos falar sobre o que o líder pode e deve fazer para ter os melhores resultados possíveis.

Da minha parte, acredito firmemente que um líder só consegue obter resultados efetivos promovendo em seus liderados um processo contínuo de autorreflexão, fazendo-os tomar suas próprias decisões.

Creio também que para que isso aconteça, o líder deve dominar a arte de fazer perguntas. Como? Vou tentar responder a essa questão a seguir, da maneira mais prática e simples possível.

Qualquer pessoa só consegue ter consideração verdadeira pelo outro se ela sente que há uma AUTÊNTICA conexão a liga-los. Fazer com que alguém se sinta conectado com você só é possível, verdadeiramente, se você entender o que o ele quer e deseja.

De que maneira? Simples, exercendo uma habilidade perdida em meio ao caos do mundo corporativo: OUVIR NA ESSÊNCIA!

Portanto, não estamos falando mais de se ter o foco “no” outro e sim o foco “do” outro.

Claro que isso não quer dizer que você, como líder, deve atender a tudo o que sua equipe deseja. Afinal, os resultados sempre estarão em primeiro lugar. Nesse ponto, foco e capacidade de priorizar urgem como essenciais.

Ouvir na essência implica em esvaziar a mente enquanto o outro fala. O processo de comunicação, afinal, só é completo se ambas as partes se sentem inteiras e plenamente entendidas.

Ocorre que a maior parte das pessoas preocupa-se, prioritariamente, em se fazer entender. No momento em que o outro fala, concentram-se no próximo argumento antes mesmo de entender plenamente a mensagem, quando todos sabemos que a boa argumentação é construída quando usamos a fala do outro a nosso favor ou a favor dele próprio. 

Assim, precisamos ouvir para entender e não ouvir para responder.

Nesse sentido, saber perguntar é a arte de usar a fala do outro como insumo para fazer questionamentos capazes de gerar reflexão e comprometimento.

Tudo isso tendo como referência que tipo de objetivo você pretende que seu liderado alcance ou que tipo de comportamento ele deverá decidir modificar como condição para obter resultados, o que se reverterá em benefícios para todos, portanto.

Naturalmente, esse é apenas um dos diversos ângulos nos quais o exercício da liderança deve ser examinado. No entanto, é um ponto pouquíssimo explorado, uma vez que a maioria das pessoas associa a comunicação como um exercício de verbalização.

Na verdade, a comunicação é, antes de qualquer coisa, a arte de saber ouvir. E essa é uma condição para que a argumentação seja fluida e com sentido.

Um grande abraço a todos

Ricardo Castanheira

Coach e Mentor de Carreira

contato@ricardocastanheira.com.br

http://www.ricardocastanheira.com.br

Comentar
Deixe Sua Resposta

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Últimos Comentários

Nenhum comentário ainda.
Publicidade